Crédito Imobiliário: Caixa anuncia redução de Juros | CRECI/DF
Banner topo
Banner topo

Brasília, 21/04/2018

Crédito Imobiliário: Caixa anuncia redução de Juros

DA REDAÇÃO CRECI/DF

As famílias que desejam realizar empréstimos para compra da casa própria terá a partir de hoje taxa de Juros mais atrativa, é o que prevê a Caixa Econômica Federal que nesta segunda-feira (16) reduziu em 1,25 pontos percentual (p.p) a taxa de juros do credito imobiliário que utiliza os recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE).

Com a redução, os juros chegam a 9% ao ano (a.a),  para compra de imóveis pelo Sistema Financeiro Habitacional (SFH), onde estão enquadrados os imóveis residenciais de até R$ 800 mil para todo o país, exceto para Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Distrito Federal, cujo limite é de R$ 950 mil.

Para imóveis enquadrados no Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI), cujos valores dos imóveis são acima dos limites do SFH, a taxa mínima caiu de 11,25% para 10% ao ano.

Segundo o presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Distrito Federal (CRECI/DF 8ª Região) Hermes Alcântara, a redução dos juros garantirá que mais famílias consigam financiar um imóvel. “Os juros é um dos fatores que os consumidores levam em consideração antes de financiar um imóvel, e a redução vai possibilitar que as famílias paguem mais barato pelo bem e isso é um fator positivo ao mercado” disse.

O banco também atua no mesmo sentido e afirma que além do acesso ser maior, a redução vai contribuir para estimular o mercado. “Vamos oferecer melhores condições para nossos clientes e contribuir para o aquecimento do mercado imobiliário e suas cadeias produtivas”, destacou o presidente Nelson Antônio de Souza.

Financiamento de Imóveis Usados

O banco também anunciou que a cota de financiamentos dos imóveis usados subiu para 70%, antes a taxa era de 50%, além disso, a instituição vai garantir melhorias para empréstimo imobiliário de pessoas físicas.

A Caixa voltou com o refinanciamento bancário de até 70% de  produções  imobiliárias financiadas por outro bancos públicos ou privados.

Atualmente, a instituição possui cerca de 70% das operações do setor e neste ano pretende investir R$ 82,1 bilhões em crédito habitacional.

SFH e SFI

Estão enquadrados no SFH os imóveis residenciais de até R$ 800 mil, para todo país, exceto para Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Distrito Federal, onde o limite é de R$ 950 mil. Os imóveis residenciais acima dos limites do SFH são enquadrados no SFI.