Alerta: Combate ao mosquito da dengue nos imóveis fechados | CRECI/DF
Banner Topo

Brasília, 22/10/2019

Alerta: Combate ao mosquito da dengue nos imóveis fechados

Da Redação CRECI/DF

Os Corretores de Imóveis e as Imobiliárias devem ficar atentos quanto aos cuidados, com imóveis fechados e terrenos vazios, para combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e de outras doenças como Zika, chikungunya e febre amarela.

Com as chuvas e calor, qualquer recipiente ou local que acumule água, suja ou limpa, é um potencial criadouro do mosquito. Por isso é preciso olhar em todos os locais do imóvel, principalmente em ralos de escoamento de água, garrafas pets ou de vidro, vasos de plantas, vasos sanitários e demais.

Segundo a Secretaria de Saúde do DF (SES/DF), o Índice de Infestação Predial (IIP) com larvas do mosquito subiu de 0,2%, em agosto, para 1,48% em novembro. Lago Norte, Fercal, Lago Sul e Sobradinho II são as regiões administrativas com os maiores índices de infestação predial, o que leva à necessidade de se engajar ainda mais no combate.

CASOS – No último boletim epidemiológico, a SES registrou, em 2018, um total de 1.913 casos prováveis de dengue em pessoas que residem no DF. Foram três casos graves e um óbito por dengue até o momento. No mesmo período de 2017, ocorreram 21 casos graves e 12 óbitos por dengue.

Como combater a proliferação do mosquito?