BOLETIM IMOBILIÁRIO MOSTRA RECUPERAÇÃO DO MERCADO | CRECI/DF
Anuidade 2019 – Banner Topo

Brasília, 26/03/2019

BOLETIM IMOBILIÁRIO MOSTRA RECUPERAÇÃO DO MERCADO

O Boletim de Conjuntura Imobiliária divulgado pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (SECOVI/DF) aponta uma recuperação, lenta e gradual, do mercado de imóveis.

De acordo com o Boletim, o Índice Secovi de Locação para o mês de fevereiro de 2019 foi de 108,86 pontos, o que representa uma variação positiva de 1,71% em relação ao mês anterior. A variação acumulada no ano ficou em 3,55%.

O Índice de Comercialização para o mês analisado foi de 129,02, representando uma variação de 0,40% comparado ao mês de janeiro. A variação acumulada no ano ficou em 0,80%.

A  amostra da pesquisa foi de 48.062 unidades residenciais e 8.296 comerciais. Na área residencial, 73,39% são de apartamentos (16% ofertados para a locação e 84% para comercialização) e 26,61% são de casas (91,19% destinadas à comercialização e 8,81% para locação). Quanto à parcela comercial, 64,71% da amostra é composta por salas comerciais (41,19% para comercialização e 58,81% para locação) e 35,29% por lojas (41,97% para comercialização e 58,03% para locação).

Em fevereiro, o Índice de Rentabilidade  Comercial apresentou seus maiores valores nas categorias loja em Taguatinga (0,71%) e loja  em Águas Claras (0,69%), além das salas na região de Águas Claras (0,59%). Já, os menores valores foram encontrados nas salas e lojas do Setor de Indústria de 0,34% e 0,46%, respectivamente. As salas em Brasília também registraram, 0,46% de rentabilidade.

O Índice de Rentabilidade Residencial, por sua vez, apresentou seus maiores valores em Águas Claras, nas categorias 1 dormitório (0,50%),  quitinete (0,48%) e 2 dormitórios (0,44%). Enquanto os menores valores foram detectados no Guará, nos imóveis de 3 dormitórios (0,33%) e 1 dormitório (0,35%). Já, em Brasília, o menor valor foi encontrado na categoria de 3 dormitórios (0,34%).

Clique aqui para acessar o Boletim da Conjuntura Imobiliária Março/2019

Com informações do Sinduscon-DF